Projeto propõe prorrogar auxílio emergencial até abril


Anúncio


Anúncio

O auxílio emergencial foi um beneficio gerado pelo governo que ajudou muitas pessoas durante a pandemia. Contudo, em dezembro de 2020 a última parcela dele foi paga, deixando muitas pessoas desoladas.
Entretanto, um novo projeto foi lançado, e pode fazer com que o auxílio emergencial seja prorrogado até o mês de abril desse ano de 2021. O que significa que pode ajudar muito mais pessoas nesses tempos difíceis.

Auxílio emergencial pode ser prorrogado

Antes de explicar o que de fato está acontecendo, vamos falar sobre o contexto no qual isso está inserido. E tudo começou no começo do ano de 2020, onde, com a pandemia, o governo federal decidiu ajudar a população mais vulnerável com um auxílio emergencial.

No começo, esse auxílio tinha um valor de R$: 600,00. Mas, com o passar do tempo, acabou mudando para R$: 300,00 em suas últimas 4 parcelas. E essa última quarta parcela chegou em dezembro de 2020, encerrando o auxílio emergencial e deixando muitas pessoas, que ainda não conseguiram voltar a trabalhar, vulneráveis.


Anúncio

Foi nesse cenário que o autor do projeto, Chiquinho Brazão (Avante-RJ), decidiu começar começá-lo. Em sua proposta, o auxílio emergencial deve continuar até o mês de abril, tendo mais uma vez o valor de R$: 600,00 que tinha no começo do ano.


Anúncio

Assim, seu projeto de Lei 5650/20 pode acabar trazendo novamente o auxílio emergencial para as pessoas que se escreveram nele. E como o autor do projeto diz: “Ainda que de forma temporária, o benefício contribuiu para reduzir o índice de pobreza da população e para manter a atividade econômica”

E ele continuou seu discurso de abertura do projeto dizendo que: “Caso o auxílio não tivesse sido oferecido desde abril de 2020, o índice de pobreza teria saltado para 36% durante a pandemia. Além da queda de renda da população, o fim do benefício vai afetar a arrecadação de estados e municípios e os pequenos comércios locais”


Anúncio


Anúncio

Porém, mesmo que a ideia esteja indo pra frente, ainda existem algumas coisas necessárias para que ela saia do papel e o auxílio emergencial volte a ajudar a população brasileira.

No momento, o projeto está tramitando na Câmara dos Deputados, e, caso passe pela Câmara, ainda precisa passar pelo senado e ser sancionada pelo Presidente Jair Bolsonaro.

Entretanto, mesmo que tudo dê certo, ainda existe um outro problema que circunda a aprovação desse projeto. Uma das coisas que permitiu o Estado ter um gasto maior durante a pandemia foi o estado de calamidade pública.

E quando isso acontece, o governo não precisa se preocupar tanto com as LRF (Lei de Responsabilidade Fiscal). O que significa que existe um espaço maior para gastos em prol da população.

Contudo, apesar de o STF ter prorrogado as medidas sanitárias para conter o COVID em dezembro, o estado de calamidade pública não foi prorrogado. O que significa que, mais uma vez, o governo está agindo sob a LRF. O que pode resultar em um resultado negativo desse projeto.

Porém, no fim, nada pode ser afirmado ou descartado, e apenas nos resta esperar para ver como esse projeto irá se sair na Câmara e posteriormente, caso dê certo, no Senado.


Anúncio


Anúncio

Veja mais sobre o Financeiro Digital

Você já conhecia o nosso site? Conte para nós através dos comentários, e ajude o site a crescer compartilhando essa notícia com seus amigos e familiares que também esperam pela aprovação desse projeto.

Também não deixe de conferir nosso outros posts, que podem lhe ajudar a ter uma vida financeira mais saudável, através de dicas valiosas sobre as mais variadas coisas.

Como, por exemplo, quais os melhores bancos digitais para você abrir uma conta agora mesmo, ou o que você pode fazer para ter crédito mesmo negativado no banco Inter.

Financeiro Digital é um portal que pertence à Generation Group, focado em finanças e informações personalizadas sobre as melhores opções de cartões de crédito. 

© 2021 - Financeiro Digital - Todos os direitos reservados

Sobre
Fale conosco 
Políticas de privacidade
Termos de uso
Disclaimer

Buscando Cartão